visto de estudante EUA

Guia: tudo o que você precisa saber para tirar seu visto de estudante nos EUA!

Saiba tudo o que você precisa para conseguir seu visto de estudante EUA e realizar esse tão sonhado desejo!

Estudar em outro país costuma ser um sonho para diversos alunos brasileiros, e quando o país em questão é os Estados Unidos, aí que esse sonho se intensifica. Essa experiência promove uma vivência única para a carreira estudantil e profissional, além de adquirir novos conhecimentos e conhecer novas culturas.

O processo para a realização desse sonho não costuma ser muito simples, nós sabemos bem, já que além de ter um inglês avançado e saber com certeza onde e o que estudar, é necessário lidar com diversas questões burocráticas para garantir a segurança do aluno.

Uma dessas questões citadas, é o processo de tirar o visto de estudante nos EUA que é exigido um certo tempo, atenção e que conta com algumas regras específicas. Por isso, criamos esse blog como um guia para você que está iniciando esse processo entender tudo o que é preciso e não se perder. Boa leitura!

Tipos de visto para estudar nos EUA

Nem todos os vistos permitem a pessoa estudar nos EUA e até mesmo os vistos para estudantes têm suas diferenciações, por isso preste atenção na característica de cada um deles e qual o mais indicado para o seu objetivo. Para você que tem dúvidas nesse processo, listamos abaixo quais os dois tipos de visto estudantis que existem:

  • Visto F-1: esse é o visto estudantil mais comum para quem vai estudar nos EUA, especialmente para quem vai fazer uma Universidade/College ou High School e até mesmo para programas de curta ou longa duração, como alguns intercâmbios, também são enquadrados nesse tipo de visto. A instituição que você for estudar deve ser reconhecida e emitir um documento chamado I-20, que te dá direito a solicitação do visto de estudante EUA F1, pelo Consulado Americano no Brasil. O curso escolhido deve ter duração acima de 18 horas semanais e costuma ser válido pelo tempo do programa de estudos, além disso, alguns Colleges e Universidades possuem um programa de estágio chamado “OPT – Optional Practical Training” para quem possui esse visto e dá direito, após a conclusão do curso, de o estudante se qualificar para 12 meses de trabalho remunerado nos EUA.
  • Visto M-1: o M-1 é voltado para os estudantes que vão fazer seu intercâmbio em instituições profissionais ou não acadêmicas, por exemplo: colégios vocacionais e community colleges. Essa modalidade não é indicada para quem deseja cursar uma universidade e quem informa o tipo de visto necessário, nesse caso, deve ser a própria instituição de ensino escolhida.
  • Visto J-1: esse tipo de visto é para quem tem o intuito de ir para os EUA a fim de participar de um programa cultural ou ensino aprovado pela imigração americana. Explicando melhor, é para quem deseja realizar uma função pré-combinada, um treinamento ou uma pesquisa que faça parte de um programa aprovado oficialmente e patrocinado por uma instituição de ensino reconhecida ou que seja sem fins lucrativos. Ele geralmente é para estudantes que já foram aceitos em algum momento para programas de intercâmbio no EUA, o que é muito comum, ou até mesmo para programas de High School públicos e Au Pair, que é um programa onde trabalha com crianças e mora com uma família por um ano, recebendo por esse serviço.

O que precisa para tirar o visto de estudante EUA

Seja um curso de inglês, High School, graduação ou até mesmo uma pós-graduação, estudar nos EUA é uma experiência inigualável e que para vivenciá-la é necessário tirar o visto de estudante, que nada mais é do que uma autorização de entrada naquele país e que é solicitada no embarque, é nesse documento que estão informações importantes sobre a sua estadia, tempo de permanência, qual atividade pode ou não ser exercida, as regras e a validade do mesmo.

Os Estados Unidos é um dos países mais rigorosos em relação a estadia de estrangeiros, sendo necessária essa permissão para qualquer tipo de entrada no país, podendo ser turismo, negócios, estadia permanente, trabalho temporário e nesse caso em questão, o visto de estudante.

Agora que você entendeu como esse documento é importante para entrar no país que pretende estudar, vamos te dar um passo a passo de como solicitar seu visto de estudante EUA, após ser aprovado pela sua instituição de ensino.

  • Aguarde o envio do documento I-20:

Como dito anteriormente, o I-20 é o documento que permite você solicitar o visto de estudante EUA e ele é enviado pela própria escola ou universidade que você vai estudar. É importante que todos os campos estejam preenchidos e confira se seu nome está escrito corretamente. Após isso, é preciso se inscrever no SEVIS, Sistema de Informações sobre Estudantes e Participantes de Intercâmbio e pagar uma taxa de aproximadamente 200 dólares.

  • Preencha o formulário DS-160:

Todas as pessoas que solicitam visto, seja ele qual for, precisam preencher esse formulário. No caso do visto estudantil, é necessário preencher uma série de campos específicos, como o número do SEVIS, informações sobre a instituição escolhida e a comprovação de renda. Essa etapa também é paga e o valor é de 160 dólares, recomendamos sempre guardar os comprovantes de pagamento para o caso de algum erro.

  • Preencha o formulário I-901:

Nessa etapa, é hora de preencher o formulário I-901 e pagar a taxa SEVIS que custa em torno de 200 dólares e é totalmente online. Verifique se todos os dados como nome completo, endereço e data de nascimento, batem com o formulário I-20 e imprima uma cópia desse recibo para levar ao Consulado.

  • Hora de agendar sua entrevista:

Após ter solicitado e pago todos os formulários acima, você precisa agendar a entrevista no Consulado Americano, que vai ser basicamente uma série de perguntas sobre a sua viagem: o que você vai fazer, para qual instituição está indo, o tempo que pretende ficar, entre outras nessa mesma linha. É importante ser sincero e não esconder nada, pois se houver alguma desconfiança seu visto pode ser negado e acabar com seus planos de viagem.

Antes de ir realizar a entrevista, separe os documentos que eles pedirão no Consulado que geralmente são: comprovante de renda, comprovante de residência, documento de matrícula na instituição de ensino, passaporte com pelo menos 6 meses de validade, foto recente 5×5, formulários preenchidos (I-20 e DS-160) e o recibo de pagamento dos mesmos.

  • Aguarde a confirmação do seu visto de estudante EUA:

Essa é a parte onde você fica ansioso aguardando a resposta se seu visto foi aceito ou recusado pelo Consulado. Se ocorrer de ser negado, você pode solicitar uma revisão dessa decisão, que contará com uma nova entrevista em que os documentos e comprovantes serão novamente pedidos. Porém, a taxa de vistos estudantis rejeitados costuma ser bem baixa, então não se preocupe.


Quanto tempo demora para sair o visto de estudante EUA?

É totalmente normal que o visto estudantil demore para ficar pronto, assim como é o processo do visto de turismo, por ser um processo que possui diversas etapas de análise, acaba sendo burocrático e demanda tempo das autoridades responsáveis.

Por conta disso, o prazo para ficar pronto é de 15 dias úteis após a realização da entrevista. Já o envio do visto pelos correios até a sua casa pode levar cerca de 4 semanas, por isso é necessária muita paciência e segurar a ansiedade até que o processo chegue ao fim, portanto essa é a importância de começar a programação do seu intercâmbio com antecedência para evitar qualquer erro ou problema relacionado a prazos.

Qual o período que posso ficar fora com o visto de estudante nos EUA?

Qualquer tipo de visto expedido há um prazo em que a pessoa pode permanecer naquele país, no caso do visto de estudante, é possível ficar nos EUA durante a duração total do curso mais um período chamado de “grace period” que corresponde a uma espécie de férias. Sendo assim, se seu curso tiver duração de 8 meses, provavelmente seu visto terá validade total de 10 meses.

Além disso, esse tipo de visto permite ainda uma extensão caso você queira permanecer por mais tempo no país, podendo solicitar uma renovação que costuma ser simples e rápida.

O processo todo de matrícula deve ser realizado ainda no Brasil e o aluno tem a obrigatoriedade de frequentar o curso escolhido por pelo menos 20 horas semanais, caso contrário, o governo americano irá entregar apenas o visto de permanência de 6 meses, correspondente ao visto de turismo.

Posso trabalhar com o visto de estudante nos EUA?

Muitos estudantes que se mudam para os EUA tem o intuito de trabalhar para ajudar nos custos dos estudos, por isso essa informação se torna relevante. E respondendo à pergunta, o visto de estudante EUA permite que o estudante trabalhe dentro do campus por até 20 horas semanais no período de aulas e 40 horas semanais no período de férias.

Os trabalhos que costumam ser feitos dentro do campus são geralmente na lanchonete, biblioteca ou em outras dessas instalações e para isso é preciso realizar uma inscrição e seguir os requisitos da instituição. Há também a oportunidade de trabalhar com um órgão educacional que seja ligado diretamente à universidade, como sendo um assistente de pesquisa de um professor ou exercer uma função que seja parte de uma bolsa de estudos.

E chegamos ao fim do guia de como tirar seu visto de estudante EUA, esclarecendo todas as possíveis dúvidas e dando um norte para quem deseja realizar um intercâmbio. Lembre-se de manter seu inglês em dia durante todo o processo!

Para ficar por dentro dos demais artigos que publicamos, é só acessar nosso site: https://www.geniumeducation.com.br/blog/

COMPARTILHE ESTE POST

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email