universidade

Universidades de elite nos Estados Unidos, Ivy Leagues e um “teste de realidade”

Sempre que apresento universidades dos Estados Unidos a estudantes brasileiros, sempre pergunto o nome das universidades que o aluno conhece. Sempre é a mesma resposta: Harvard, Yale, Princeton, NYU, Columbia e Sanford. Sim, essas são provavelmente as universidades mais famosas dos Estados Unidos, mas lembre-se de que existem outras 4600 a serem consideradas e você sempre deseja saber mais sobre suas opções. Vamos passar este artigo falando sobre universidades norte-americanas famosas e suas chances de ser aceito por uma delas.

Muitas das informações neste artigo foram coletadas em College Data.

O que faz uma universidade dos Estados Unidos famosa?

Por que certas universidades se tornam tão conhecidas? Vale a pena entender o que torna uma universidade famosa e, em seguida, decidir se essas qualidades são certas para você. Existem universidades que todos parecem conhecer. Certamente, essas universidades fizeram algo para ganhar sua reputação de celebridade. Mas o que está por trás de seu poder de estrela?

O que leva uma universidade dos Estados Unidos a ter a reputação de celebridade?

Claro, universidades famosas recebem muita atenção apenas porque são famosas. Mas como eles ficaram assim em primeiro lugar?

  • Rankings. Muitos alunos e pais presumem que uma universidade de alta classificação nos EUA deve ser desejável, independentemente de a classificação ser ou não baseada em qualidades que se enquadram bem no aluno.
  • Seletividade. Universidades famosas dos EUA são muito difíceis de entrar, aumentando ainda mais a reputação da instituição. Os alunos admitidos têm realizações acadêmicas e extracurriculares extraordinárias, habilidades de liderança e talentos.
  • Rigor. A maioria das universidades famosas dos EUA tem programas acadêmicos que estão no topo de suas áreas. Eles possuem professores renomados e programas de pós-graduação que atraem alunos de todo o mundo.
  • Tradição. As escolas mais antigas produziram graduados célebres, professores eminentes e pesquisadores ganhadores do Prêmio Nobel. E é fácil acreditar que as universidades dos EUA fundadas a 100 ou mais anos estão fazendo algo certo.
  • Investimento. Uma longa linha de ex-alunos bem-sucedidos pode ter aumentado o poder financeiro da universidade, dando à escola os recursos financeiros para financiar tudo, desde pesquisa de biotecnologia até ajuda financeira generosa.
  • Visual. As universidades dos EUA com reputações famosas costumam estar situadas nos locais mais bonitos e desejáveis. Seus edifícios e terrenos clássicos resumem como as pessoas pensam que as universidades se parecem.
  • Esportes e tradições. Universidades famosas dos Estados Unidos tiveram a chance de construir uma história de tradições reverenciadas e rivalidades com outras instituições famosas.

Observe que nenhum desses motivos diz nada sobre o que você pode aprender nessas universidades ou como é frequentá-las. É importante manter suas próprias necessidades e objetivos em mente ao escolher as universidades do Estados Unidos que deseja se candidatar.

O que é a Ivy League?

Oito universidades do nordeste formam a famosa Ivy League: Harvard, Yale, Princeton, Dartmouth, Brown, University of Pennsylvania, Cornel e Columbia. O nome, Ivy League, não tem significado acadêmico. Foi elaborado por um jornalista esportivo na década de 1930.

Quatro testes de realidade se você está considerando universidades famosas nos Estados Unidos

Aqui estão quatro cuidados a serem considerados ao escolher uma universidade com base na reputação nos Estados Unidos.

  1. As chances de entrar são baixas. Muitos, muitos candidatos altamente qualificados são rejeitados por essas universidades. O que é preciso para entrar é imprevisível.
  2. Professores de prestígio raramente são vistos. Trabalhar em estreita colaboração com o corpo docente de uma universidade famosa pode parecer atraente, mas esses professores podem não dar muita atenção aos alunos de graduação. Eles podem nem mesmo dar aulas para alunos de graduação.
  3. Bem-vindo à panela de pressão. Um corpo discente repleto de super alunos aumenta a intensidade acadêmica em todo o campus, às vezes a um nível extremamente alto.
  4. A dívida vale a pena? Pense duas vezes antes de se endividar para frequentar uma universidade de renome. Mesmo com um diploma universitário famoso, não há garantia de que você será capaz de pagar o empréstimo feito para arcar com os custos.

Existem muitas universidades nos Estados Unidos altamente conceituadas que são menos conhecidas, onde o corpo docente está intimamente envolvido com os alunos e uma ajuda financeira generosa pode estar disponível. Uma dessas universidades pode ser uma ótima opção para você.

E se universidades dos Estados Unidos muito exigentes estão na sua lista?

As primeiras universidades dos Estados Unidos que muitos alunos aprendem são instituições famosas e altamente seletivas, como Yale e Harvard. Mas o que é preciso para entrar?

Cerca de 50-60 universidades dos EUA são consideradas “altamente seletivas”. Eles têm taxas de admissão de 33% ou menos. Para alguns, as taxas de admissão são de um dígito.

Um histórico acadêmico excelente não é garantia de admissão em uma universidade altamente competitiva nos Estados Unidos

Muitos candidatos a universidades dos Estados Unidos altamente seletivas têm GPAs perfeitos, excelente desempenho em cursos AP, pontuações altíssimas no SAT e ACT, currículos extracurriculares e de liderança incríveis, cartas de recomendação entusiasmadas e declarações pessoais convincentes. Eles mostram um talento excepcional na academia, no atletismo e nas artes. Muitos são rejeitados. E a maioria é rejeitada pelas universidades mais seletivas.

Quer saber mais sobre o SAT e ACT? Confira esse blog: https://www.geniumeducation.com.br/sat-e-act/

É preciso um “fator X” para entrar

Os oficiais de admissão em universidades dos Estados Unidos são altamente seletivos. Eles dizem que olham além das notas e pontuações de testes ao avaliar os alunos para admissão. Mas o que consegue que um aluno de destaque seja admitido e outro negado é tão evasivo que, para quase todos os alunos, uma universidade altamente seletiva está quase sempre fora de alcance.

Uma universidade dos Estados Unidos altamente seletiva realmente dará a você o que você precisa?

Universidades dos Estados Unidos que são altamente seletivas não são para todos. Para alguns alunos são perfeitas; para outros, nem tanto.

  • A competição não termina após a admissão. O ritmo acadêmico nessas universidades dos Estados Unidos é assustador. Você estará cercado por alunos de alto desempenho, muitos dos quais gostam da pressão. Os professores esperam que você domine o material desafiador do curso sem precisar de muita ajuda. Mesmo se você fosse um dos melhores alunos, pode ter dificuldades para obter as melhores notas e ser notado pelos professores.
  • A exigência extracurricular pode ser tão intensa quanto a acadêmica. Você pode acabar participando de um jornal estudantil premiado ou de um campeonato de equipes esportivas internas. Embora essas experiências possam ser altamente recompensadoras, você pode se perguntar quando terá tempo para respirar.

Universidades dos Estados Unidos altamente seletivas têm suas próprias personalidades

Não existem duas universidades iguais nos Estados Unidos, e universidades altamente seletivas não são exceção. Algumas são pequenas e algumas são grandes. Algumas estão nas cidades e algumas estão em áreas rurais. Algumas enfatizam o desempenho acadêmico e algumas experiências do mundo real de alto valor. Algumas atraem estudantes sérios e intelectuais e Algumas se gabam de sua cultura estudantil “maluca”.

Avalie essas universidades dos Estados Unidos da mesma forma que você faria em qualquer universidade em seu país, primeiro considerando a quão bem tal universidade atende aos seus próprios requisitos.

Tenha algumas universidades dos Estados Unidos de backups

Não importa o quão determinado você esteja em frequentar uma universidade dos Estados Unidos altamente seletiva, e não importa quão boas você ache que são suas chances, você deve ter universidades de “backup“.

Muitas universidades oferecem as qualidades das instituições altamente seletivas, com um pouco menos da pressão. Você sempre quer ter um Plano A, Plano B, Plano C e até mesmo um Plano D. O Plano A pode ser a universidade dos seus sonhos. O Plano B pode ser outra lista de universidades de qualidade que atendem às suas necessidades. O plano C pode ser outro grupo de opções alternativas. E o plano D pode ser cursar uma universidade no Brasil. Esteja sempre pronto com um plano alternativo ou de “backup”.

Considere todo o seu plano de educação

Uma coisa que gosto de lembrar aos alunos é que o importante é o jogo final. Com isso, quero questionar o aluno até onde ele quer levar sua educação.

Você quer parar depois de obter o diploma de bacharel? Ou você deseja continuar com a pós-graduação, mestrado ou até mesmo o doutorado? Se você quiser continuar sua educação, depois de obter um diploma de bacharel, talvez uma universidade menos famosa seja melhor para sua graduação e a universidade de mais renome para os seus diplomas posteriores.

É muito a se considerar, lembre-se que você não está sozinho neste processo. Seus Conselheiros Genium estão aqui para ajudá-lo e aconselhá-lo.

Ficou com alguma dúvida? Entre em contato conosco, nossa equipe especializada estará à disposição para te atender.

Não se esqueça, aluno High School Genium tem o Conselheiro Americano para ajudar nas candidaturas a universidades dos EUA. A assessoria do Conselheiro Americano também pode ser adquirida a parte, caso deseje.

Quer mais conteúdo? Confira esse blog sobre como funcionam as universidades nos Estados Unidos: https://www.geniumeducation.com.br/universidade-dos-eua/

Escrito e editado em inglês por Andy Ross, Conselheiro Americano Genium Education.

Traduzido e editado em português por Victor Vasques.

COMPARTILHE ESTE POST

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email