home-school

Home School ou Homeschooling: O que é e como funciona esse formato de educação?

Home school, homeschooling ou até mesmo educação domiciliar. Você já ouviu falar em algum desses termos? 

Todos eles querem dizer a mesma coisa: educação em casa. Isso mesmo, nos Estados Unidos e em alguns países da Europa não é obrigatório matricular as crianças em escolas regulares, os próprios pais ficam responsáveis por toda a educação acadêmica dos filhos. 

Achou o assunto estranho? Não se preocupe, no artigo de hoje vamos te explicar tudo sobre ele!

Antes de mais nada é importante ressaltar que o home school é completamente diferente do EAD, formato de ensino que já estamos acostumados. O ensino a distância é oferecido, integralmente, de forma online e por instituições regulamentadas com professores e profissionais capacitados, tal como ocorre nas escolas de ensino presencial. Escolhido por pessoas que não possuem tempo e flexibilidade para frequentar o ambiente presencial, ele tornou o acesso aos estudos e formação muito mais fácil e possível.

Agora, vamos ao tema deste artigo: o home school. 

Se você já assistiu ao filme Mean Girls, mais conhecido como Meninas Malvadas, você sabe mais ou menos do que estamos falando. 

Na história, a protagonista vivida pela atriz Lindsay Lohan é uma jovem americana que passou toda a sua infância e grande parte da adolescência sendo educada em casa pelos seus pais, na África. Quando sua família resolve voltar aos Estados Unidos ela decide que vai frequentar uma escola pública, largando o ensino domiciliar. 

Com esse exemplo ficou um pouco mais fácil de compreender o tema, certo? Vamos aos fatos!

De onde vem o home school?

O termo home school ou homeschooling vem de um movimento com o mesmo nome que surgiu no final da década de 1970, por um professor chamado John Holt. Nessa época, o ensino domiciliar era proibido em todos os estados norte-americanos. Para Holt, as escolas deveriam ser menos formais e mais humanas. 

A ideia era que as crianças deveriam aprender conforme sua curiosidade e experiências ao seu redor. Começou então um movimento social, por parte dos pais que defendem essa forma de ensino, até que em 1993 todos os estados norte-americanos aprovaram e regulamentaram o home school como prática educacional. 

O que é o home school? 

Popularmente conhecida como homeschooling ou ensino domiciliar, essa prática é muito comum em alguns países, incluindo os Estados Unidos. 

O hábito de ensinar as crianças em casa ao invés de mandá-las para escola, vem dos séculos passados, onde as famílias de classe alta contratavam tutores e professores particulares para lecionar matérias importantes para a sociedade e grupos no qual essas famílias faziam parte. 

Embora o home school fosse bastante comum antigamente, acabou perdendo muita força com o passar dos anos e foi proibido com o surgimento de escolas mais completas, qualificadas e com profissionais mais especializados. 

As famílias que são adeptas a essa forma de ensino são chamadas de “homeschoolers”. Defendem a ideia de que a melhor forma de aprender é dentro de casa, já que as escolas tradicionais não atendem completamente às necessidades de cada aluno e não respeitam o tempo e a capacidade de aprendizagem de cada um.

Independente da opinião ser a favor ou contra, o home school ainda é um assunto que exige muita discussão e atenção para que essas crianças e jovens possam aprender de maneira eficiente, levando em consideração o seu tempo de aprendizagem. 

Existem muitos motivos que levam as famílias optarem pelo home school, entre eles:

  • Religião – para que as crianças tenham como base conceitos religiosos, que não são ensinados nas escolas regulares;
  • Política – alguns pais alegam que as escolas regulares possuem posicionamentos ideológicos, incentivando as crianças e jovens a seguirem determinados grupos políticos;
  • Bullying – para algumas famílias o home school é a melhor forma de evitar as más influências e o bullying, que afeta grande parte dos jovens;
  • Viagens – nesse caso, as famílias acabam optando por esse modelo de ensino por causa do trabalho. Como estão sempre em um lugar diferente, fica impossibilitado a participação em escola regular, assim o home school acaba sendo a opção mais vantajosa para os filhos. 
  • Laços familiares – muitos dos homeschoolers vêem essa opção como uma forma de aumentar e intensificar os laços familiares, melhorando assim a relação de pai e filho. 

Vale ressaltar que não são apenas as famílias mais tradicionais e conservadoras que escolhem o home school como forma de ensino. Muitas famílias modernas acabam optando pela educação domiciliar por causa das vantagens. 

Mas, como funciona o home school no Brasil?

Embora seja possível encontrar alguns casos espalhados no país, no Brasil, o home school não é uma prática legalizada. Quando descoberta pelas instituições reguladoras, seja por meio de denúncias ou algum outro fator, essas famílias são afetadas e correm o risco de perder a guarda dos filhos. 

Existem diversos projetos de lei em tramitação para serem aprovados em todo o país, mas até agora nada foi oficializado. Com exceção do Distrito Federal e os municípios de Cascavel – PR e Vitória – ES que são os únicos lugares no país onde a legislação referente ao assunto homeschooling foi aprovada e sancionada, ou seja, é uma prática regulamentada. 

Os projetos em questão propõem alguns pontos que devem ser seguidos pelas famílias defensoras do home school, entre eles podemos destacar:

  • Um dos responsáveis pela criança ou jovem deve possuir ensino superior completo;
  • Os alunos devem estar vinculados a uma escola regular, que vai fazer o acompanhamento e monitorar as atividades e conteúdos ministrados em casa;
  • Os conteúdos devem seguir a Base Nacional Comum Curricular, que determina o mínimo que deve ser ensinado nas escolas regulares;
  • As crianças e jovens devem passar por uma avaliação periódica para acompanhamento e comprovação de aprendizagem.

É importante dizer que embora pareça muito vantajoso, o home school necessita de uma estrutura e que nem todas as famílias podem proporcionar isso aos seus filhos. Por exemplo, é preciso ter recursos financeiros para o investimento nos materiais, disponibilidade de tempo para acompanhar de perto o desenvolvimento e evitar o abandono intelectual dessas crianças. 

Como é o home school nos EUA?

A prática da educação domiciliar se tornou ainda mais intensa por conta da pandemia, principalmente nos países onde o home school é permitido. As famílias que são adeptas a essa ideia devem seguir alguns passos para garantir o sucesso do ensino doméstico.

  1. Decidir se as aulas serão ministradas pelos pais, tutores ou professores particulares;
  2. Definir um cronograma de estudos;
  3. Ter um bom material didático para as aulas;
  4. Aprender a aplicar os materiais e conteúdos de forma que a criança e jovem aprenda de forma eficiente;
  5. Acompanhar o desempenho e entender o ritmo de aprendizagem.

Quais as vantagens e desvantagens desse formato de ensino?

Como citado anteriormente, o home school é defendido por trazer algumas vantagens que não são oferecidas pelas escolas regulares, por exemplo: mais flexibilidade nos horários, atividades que levam em consideração as necessidades e afinidades do aluno. Mais tempo em família, aprendizado constante e mais eficiente, maior aproveitamento dos conteúdos e assim vai.

Em contrapartida, os defensores do ensino nas escolas regulares dizem que os maiores problemas estão ligados ao abandono intelectual, violência doméstica e falta de convívio social que pode afetar drasticamente o futuro dessas crianças.

Uma coisa é certa, o assunto ainda é bastante polêmico e precisa ser discutido com muita atenção e responsabilidade.

Chegamos ao final de mais artigo da Genium! 

Como vimos, o home school nada mais é do que uma prática que consiste em educar as crianças apenas em casa, sem vínculos com as escolas regulares, mas que pode ser ministrado por professores particulares. 

Se gostou do conteúdo e ficou interessado em assuntos parecidos é só clicar aqui e ir para o nosso blog!

Aproveite e entre em contato para conhecer os programas de ensino da nossa instituição: High School, Middle School, Opportunity Courses e Genium English. 

Clique aqui e saiba mais! 

COMPARTILHE ESTE POST

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email